sábado, 20 de junho de 2015

Operadora Claro realiza descontos sem o consentimento dos clientes


Simplesmente estou irritadíssimo com a Operadora Claro. Por mais de 10 anos sou cliente dessa empresa e infelizmente o que a mesma vem fazendo com os seus cliente é frustrante. Dentre esses clientes está a minha esposa.

O “MACETE” ou “MALANDRAGEM” de “MANDAR PROPAGANDAS” para os clientes oferecendo serviços como Claro Idiomas, E-Papo, Claro EA, Play Phone e afins, não teria nada demais se não fosse o fato de a CLARO DESCONTAR OS CRÉDITOS SE O CLIENTE NÃO ENVIA A MENSAGEM SAIR PARA O RESPECTIVO NÚMERO. Isso é uma malandragem descabida e digna da fama que o nosso país tem de fazer tudo com “jeitinho”. Essa estratégia desconta R$3,99 de um lado, R$5,00 do outro e centavos também, e, QUANDO VAMOS CONFERIR OS CRÉDITOS... LÁ SE FORAM AS RECARGAS REALIZADAS. “De grão em grão” a Claro vai descontando um total de milhões de Reais de seus clientes do plano pré-pago, tentando nos vencer pelo cansaço para migrarmos para um plano de conta. E quando os clientes ligam para o 1052, têm que ter a paciência de escutar respostas com saída pela tangente do pessoal do telemarketing, que em algumas vezes, são debochados e mal educados. Nada contra a empresa oferecer serviços, pois esse fato em si não é contra a lei. Mas O FATO DE GERAR UMA SITUAÇÃO NA QUAL O CLIENTE É OBRIGADO A ENVIAR A PALAVRA SAIR PARA PODER CANCELAR UM SERVIÇO QUE SIMPLESMENTE NÃO CONTRATOU é um ato de falta de ética, desonestidade e falta de respeito com os seus consumidores.

Reitero que a propaganda não tem nada demais. Mas o fato de enviar a mensagem com um prazo, e, após o mesmo, gerar uma dissimulação de que o cliente contratou o serviço, é uma desonestidade. Quando se fala com o atendente perguntando onde está o contrato de assinatura do serviço o mesmo é orientado a responder que o fato de não enviar a palavra SAIR significa que o serviço está contratado. Isso é um absurdo.

A última atendente me informou que enviando SAIR para 888 cancela todas as propagandas. Mas tenho certeza de que NÃO é verdade, pois no dia de hoje descontaram mais alguns Reais com um tal de Papo 7. Ao ligar para o atendimento, uma resposta frustrante dizendo que o serviço teve desconto devido e que foi o cliente que solicitou. Pois bem, como foi solicitado se o celular estava em cima da mesa enquanto assistíamos TV. Cadê a gravação da ligação ou do trâmite operacional entre o celular e o sistema? E os créditos que foram descontados? Temos que ouvir o atendente da reclamação e o seu supervisor defendendo a operadora, pois dependem do emprego. A única coisa que conseguimos foi o e-mail da ouvidoria, que nem sei se é real (ouvidoria@claro.com.br).

Pois bem, se você está lendo essa mensagem e também passou pelo ocorrido, COMPARTILHE para podermos alertar o maior número possível de pessoas.

Além de compartilhar, faça o seguinte:
1. Ligue para o 1052;
2. Registre a reclamação informando que não contratou os serviços e foi descontado;
3. Informe que não deseja receber propagandas;
4. Solicite ao atendente qual o procedimento para cancelar o recebimento dessas mensagens;
5. Anote o protocolo, dia, horário e nome do atendente;
6. Após desligar, ligue para a ANATEL (1331) ou envie uma reclamação online no portal da empresa (http://www.anatel.gov.br) informando todo o ocorrido.

É o mínimo que se pode fazer. Já no último caso, que foi descontado e gerado um protocolo, a Claro diz que não pode fazer nada. Então, cabe ao consumidor ir até os canais correspondentes (PROCON, Polícia, etc). É o que estarei fazendo.


Ahhhh... e até o presente momento, nada foi feito acerca das reclamações do início do mês, nem a devolução dos créditos. Claro que estão cagando e andando.

Estamos com a consciência tranquila e dispostos a ir até a Justiça para cessar esse tipo de procedimento pela Claro. Sabemos que ao darmos o celular para um auditor de informática será constatado o que estamos falando. Mas e se for feita uma auditoria nos sistemas da Claro? Qual será o resultado?