sexta-feira, 18 de abril de 2014

Capitão América 2: O Soldado Invernal - Crítica (com spoilers)



Filme: Capitão América 2: O Soldado Invernal (Captain America: The Winter Soldier).

Data de estreia: Brasil - 10 ABR 14.

Direção: Anthony Russo e Joe Russo.

Elenco: Chris Evans (Steve Rogers/Capitão América), Samuel L. Jackson (Nick Fury), Scarlett Johansson (Natasha Romanoff/Viúva Negra), Robert Redford (Alexander Pierce), Sebastian Stan (Bucky Barnes/Soldado Invernal), Anthony Mackie (Sam Wilson/Falcão), Cobie Smulders (Agente Maria Hill), Emily VanCamo (Kate/Agente 13), Maximiliano Hernadez (Agente Jasper Sitwell), Hayley Atwell (Peggy Carter), Frank Grillo (Brock Humlow/Ossos Cruzados) e outros.

Cronologia Marvel:
1- Capitão América: O Primeiro Vingador (2011);
2- Homem de Ferro (2008);
3- Homem de Ferro 2 (2010);
4- Thor (2011);
5- O Incrível Hulk (2008);
6- Os Vingadores (2012);
7- Homem de Ferro 3 (2013);
8- Thor: O Mundo Sombrio; e
9- CAPITÃO AMÉRICA 2: O SOLDADO INVERNAL.

Evento Simultâneo: Marvel Agents Of S.H.I.E.L.D. - 1ª Temporada - Episódio 17.




Olá pessoal! Neste post vou expor a minha opinião sobre o filme o que acarretará em falar sobre alguns spoilers. Mas prometo não contar o filme todo.

Como foi mostrado em "Capitão América: O Primeiro Vingador" (2011), após 70 anos de um "sono forçado", Steve Rogers é encontrado e descongelado em pleno Século XXI. Foi um salto direto da primeira metade do Século XX para a nossa época tecnológica e globalizada. Como "brinde", em "Os Vingadores" (2012), o Capitão ainda enfrenta uma tropa de alienígenas, conhece deuses nórdicos e se vê em meio a questões que nenhum ser humano, super ou não, consegue resolver em meses (quanto mais em dias). Conclusão: o Capitão América se sente deslocado, com conflitos morais internos e à procura do seu lugar no contexto do mundo atual. É exatamente disso que se trata este segundo filme solo, juntamente com outros pontos.

É essencial que o espectador esteja ciente dos acontecimentos anteriores. Caso não esteja, mesmo assim poderá assistir o filme, mas ficará com algumas questões sem entendimento.


Com certeza "Capitão América 2: O Soldado Invernal" é de longe um filme muito superior ao primeiro, com um roteiro mais maduro e muitas cenas de ação com qualidade. Destaque para a contextualização política e as coreografias da lutas.



Com início morno, mas muito bem humorado, mostrando um Steve Rogers com habilidades superiores ao apresentado em "Os Vingadores", vemos sem muita cerimônia a aparição de outro personagem que é parte do universo Marvel, o Falcão, que tem um papel fundamental no filme. Quando falo que o início foi morno é exatamente o que eu quis dizer: morno. A princípio parecia que o roteiro seria um "lenga-lenga" mostrando o Capitão cumprindo missões a mando de Nick Fury, acompanhado da Viúva Negra e nada mais. Porém, não é isso o que acontece. O filme oferece muitas alternativas de entreter o público.


O pano de fundo inicial é o desconforto que o Capitão tem em cumprir as missões para a S.H.I.E.L.D. sem saber a real função dos demais integrantes do pelotão. Nick Fury explica que isso faz parte do particionamento das informações para não deixar que um integrante saiba de tudo, sendo privilegiado e colocado acima dos outros (NOTA: isso também é mostrado na série Agents of S.H.I.E.L.D.). Rogers questiona o fato de Fury ser o único a saber de tudo. O Diretor toma uma atitude extrema para mostrar que não é um inimigo disfarçado de amigo e leva Rogers para conhecer o Projeto Insight que tem como objetivo prever e eliminar futuras ameaças à segurança pública mundial com auxílio de um satélite (a Estrela Lemúria ou Lemuria Star) e de três porta-aviões voadores (maiores e mais potentes que o de "Os Vingadores"). Ao saber que pessoas poderiam ser mortas antes de terem cometido crimes, Rogers se contrapõe e não aceita o que estava sendo proposto. Ele não está mais tão inocente e a S.H.I.E.L.D. não é mais tão soberana e independente. No momento atual da trama, a agência é somente um braço de um Conselho Mundial de Segurança e subordinada diretamente ao Secretário Alexander Pierce, o qual repassa as ordens para Nick Fury.


Após essa conversa, Fury tenta entrar no sistema do Projeto Insight é seu acesso é negado. Segundo o sistema, a ordem foi dele mesmo. Desconfiado, Fury solicita a Pierce que o Projeto seja adiado. Como resultado, Fury sofre um atentado a luz do dia. É a primeira aparição do temido Soldado Invernal que ao contrário da expectativa de muitos, não é um vilão infantil e fácil de ser entendido. O Soldado Invernal é complexo e bem brutal para um filme de heroi que abraça o público adolescente juntamente com o público adulto. Após o atentado, Fury se refugia no apartamento de  Rogers. Lá ele é alvejado por disparos. Mesmo sendo resgatado, ele morre na mesa de cirurgia. Até este momento do filme, posso dizer que o Soldado Invernal poderia ser chamado de Soldado Infernal, pois é um vilão muito superior ao esperado pela própria S.H.I.E.L.D. Úlitmas palavras do Diretor Fury para o Capitão América: "Não confie em ninguém".


Assim que é confirmada a morte de Nick Fury, a trama principal começa a ser mostrada. Pierce ordena a eliminação do Capitão América e da Viúva Negra, mas o mesmo foge das instalações da S.H.I.E.L.D. Nesse intervalo ocorre uma das melhores cenas do filme: a cena do elevador. Antes, Rogers descobre através da Viúva Negra que o Soldado Invernal é responsável por cerca de 20 mortes de pessoas importantes nos últimos 50 anos. Praticamente todos os que seguiram orientações do Diretor Nick Fury se tornam alvos a serem caçados. Neste momento descobre-se que a Hydra está infiltrada na S.H.I.E.L.D. há décadas e naquele momento estava tirando sua identidade da clandestinidade. O inimigo que parecia estar morto nunca esteve tão vivo.




Ao tentar acessar os dados de uma espécie de pen drive, Rogers se encontra com um antigo integrante da Hydra de uma maneira não convencional. Com certeza este foi o ponto mais esclarecedor de todo o filme. Destaque para a explicação que é dada durante o diálogo.

Bem, não quero ficar contando o que acontece, como outros blogs estão fazendo. Posso dizer que no geral o filme me surpreendeu pela parte politizada do roteiro. Frases como as citadas abaixo fazem parte do trama principal:

"Capitão, para construirmos um mundo melhor às vezes temos que destruir o que conhecemos. E isso faz com que ganhemos inimigos".
 (Alexander Pierce)

"Nós vemos o mundo como ele é, Capitão, e não como gostaríamos que fosse". (Nick Fury)

Outras indiretas se somam a estas frases criticando a época atual onde as pessoas abrem mão da liberdade pela segurança (vide condomínios particulares e outros meios de "guardar" o patrimônio) e onde estão em um mundo globalizado, onde as informações estão acessíveis pelas agências governamentais, mas as pessoas acham que existe privacidade na internet (vide Facebook). Não há privacidade na internet, pessoal! É só lembrar do escândalo da NSA!


No geral o filme é ótimo, mistura ação e humor, mas não deixa de lado a seriedade, e tem uma das participações mais engraçadas de Stan Lee nos filmes da Marvel. Além da parte política, há uma mensagem muito bonita sobre amizade, que em nossos tempos está cada vez mais superficial e descartável.

CUIDADO! SPOILERS!
Alguns fatos que tornaram o filme muito interessante:
- Coronel Chester Phillipes, Peggy Carter e Howard Stark são os fundadores da S.H.I.E.L.D.;
- O nome de Nick Fury é Nicholas J. Fury;
- Peggy ainda está viva, porém muito doente;
- O Soldado Invernal é Bucky Barnes, amigo de Steve Rogers, dado como morto no primeiro filme;
- Stephen Strange (Dr. Estranho) e Tony Stark foram dados como alvos de eliminação pela Hydra, no Projeto Insight;
- O Soldado Invernal foi o assassino dos pais de Tony Stark: Howard e Maria;

- A S.H.I.E.L.D. é desmontada no filme, porém na série Agents of S.H.I.E.L.D., a agência continua com ao menos 2 (dois) QGs: o Hub (onde está o Agente Coulson) e a Geladeira (onde ficam presos os criminosos mais ameaçadores);
- Após o desmanche da  S.H.I.E.L.D., a Agente Maria Hill foi participar de uma seleção para trabalhar nas Indústrias Stark (já foi dvulgado na internet que ela aparecerá em Agents of S.H.I.E.L.D.); e
- Rogers e Wilson vão em busca do Soldado Invernal.


CENAS PÓS-CRÉDITO:
Além de serem uma maneira de mostrar quantas pessoas trabalharam no filme, mostram para nós fatos que serão ligados a futuros filmes:
- O Cetro de Loki na posse do Barão Von Strucker, que também está em poder de Pietro e Wanda; e
- Bucky Barnes vai até o Museu Smithsonian ver a exposição em homenagem ao Capitão América e que possue um estande em sua homenagem, descrevendo sua história.




Foi aprovado no RJ o "Programa de Resgate de Valores Morais, Sociais, Éticos e Espirituais"

Fonte: O Globo (17 JAN 13)

Segundo o texto da Lei Estadual nº6.394, de 16 de janeiro de 2013, fica instituído o programa que dá título a este post, a contar da data de publicação do dispositivo legal.

Abaixo há o extrato do texto da Lei contida no site da ALERJ:

...
"LEI Nº 6394 DE 16 DE JANEIRO DE 2013
INSTITUI O “PROGRAMA DE RESGATE DE VALORES MORAIS, SOCIAIS, ÉTICOS E ESPIRITUAIS” NO AMBITO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.


O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
 Art. 1º- Fica instituído o “Programa de Resgate de Valores Morais, Sociais, Éticos e Espirituais” no âmbito do Estado Rio de Janeiro.

Parágrafo Único- O Programa deverá envolver diretamente a comunidade escolar, a família, lideranças comunitárias, empresas públicas e privadas, meios de comunicação, autoridades locais e estaduais e as organizações não governamentais e comunidades religiosas, por meio de atividades culturais, esportivas, literárias, mídia, entre outras, que visem a reflexão sobre a necessidade da revisão sobre os valores morais, sociais, éticos e espirituais.

Art. 2º- O Poder Executivo deverá firmar convênios e parcerias articuladas e significativas, com prefeituras municipais e sociedade civil, no sentido de possibilitar a execução do cumprimento ao disposto nesta Lei,  com os seguintes objetivos:
I – promover o resgate da cidadania;
II – fortalecer as relações humanas;
III – valorizar a família, a escola e a comunidade como um todo.

Parágrafo Único- Serão desenvolvidas ações essenciais que contribuam para uma convivência saudável  entre pessoas, estabelecendo relações de confiança e respeito mútuo, alicerçada em valores éticos, morais,  sociais, afetivos e espirituais, como instrumento capaz de prevenir e combater diversas formas de violência.

Art. 3º- O programa disposto no caput do Artigo 1° terá como órgão gestor a Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos.

Art. 4º- As despesas decorrentes da execução desta Lei correrão por conta de dotações orçamentárias próprias, suplementadas, se necessário.

Art. 5º- Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Rio de Janeiro, 16 de janeiro de 2013
SÉRGIO CABRAL
Governador

JUSTIFICATIVA 
Infelizmente, a sociedade de uma maneira geral vem cada dia mais se desvencilhando dos valores morais, sociais, éticos e espirituais. Valores esses que são de extrema importância para que nossa sociedade caminhe para o crescimento.
Sem esse tipo de valor, tudo é permitido, se perde o conceito do bom e ruim, do certo e errado. Perde-se o critério do que se pode e deve fazer ou o que não se pode. Estamos vivendo em um mundo onde o egoísmo e a ganância são  predominantes.
Na busca de um mundo melhor o programa, descrito nesse projeto, objetiva formular proposta de ações educativas e sugestivas, direcionadas a criança, jovens e adultos despertando uma grande mudança na sociedade fluminense.
Diante dessa realidade, a criação do programa supracitado, que tem como objetivo principal conscientizar e reinserir valores de suma importância para que possamos construir um futuro melhor, onde haja principalmente respeito pelo próximo.
Nesse sentido é que solicito aos meus nobres colegas a aprovação desse projeto de lei, pois o ganho social é de extrema importância para todos."

Todo o texto acima, em cinza, é conteúdo do site da ALERJ e do próprio site da Deputada Estadual Myriam Rios (link AQUI).

Prontamente enviei uma mensagem em 20 JAN 14 para a Deputada, solicitando acesso ao texto integral do programa, conforme abaixo:

...
Excelentíssima Senhora Deputada Estadual Myriam Rios,
Como cidadão do Estado do Rio de Janeiro, venho lhe solicitar um direcionamento para ter acesso ao conteúdo do texto do referido programa. O texto da Lei está disponível na internet, pois encontrei facilmente no site da ALERJ e neste site.
Onde encontro o texto do programa proposto com as definições e medidas que serão tomadas?
Att,
GILBERTO.
...

Até a presente data eu não fui respondido. O que mais me preocupa é: Qual é a definição de valor moral e bom costume para a deputada?

Estou aguardando cenas dos próximos capítulos.