terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Minha opinião sobre a entrevista do Pr Silas Malafaia De Frente com Gabi


Eu não tenho controle de quem lê minhas postagens, então leia se quiser. Estou apenas expondo uma opinião. Se não gostar, será um direito seu e eu respeitarei. Espero somente que meu direito de expressão seja respeitado, pois não estou agredindo ninguém com o texto abaixo. Grato! (Obs: eu não sigo nenhuma religião)

"Uma coisa que eu aprendi frequentando religiões e que me lembrei vendo essa entrevista "polêmica" de domingo, é que infelizmente, se existe neste país uma linhagem religiosa que NUNCA/JAMAIS aceita críticas, debates ou discussões que levantem questões e te façam pensar de forma não linear, uma parcela se encontra frequentando as igrejas evangélicas (DIGO PARCELA, POIS NÃO SÃO TODOS).

Coloquei a palavra "polêmica" entre aspas mesmo, pois todos já sabem como é o Pr Silas Malafaia (Psicólogo, hein), assim como sabem que a Gabi não tem medo de fazer perguntas para as pessoas.

Agora, uma coisa é você expor a sua opinião e ter o direito de defendê-la. Outra coisa é você querer impor a sua verdade particular para que todos a aceitem na marra sem questionar. Ninguém é obrigado a aceitar a Bíblia como verdade absoluta, assim como ninguém é obrigado a aceitar o Alcorão, mas todos são obrigados a seguir as leis do país. A postura da Gabi foi de jornalista, perguntando tudo o que ela queria e que ele sabia que seria perguntado. E a postura do Pr Silas, em minha opinião, foi simplesmente incoerente com o cristianismo que o mesmo diz seguir. Em resumo, ele se comportou exatamente igual aos religiosos que ele criticou como radicais (os islâmicos - e não são todos radicais, ok?).

Tenho pena das pessoas que tem esse Sr como um herói e representante legítimo da sua fé, pois sinceramente, estão muito mal representados. E ainda vibram ao vê-lo descompensado e falando textos bíblicos decorados (sem falar nas frases prontas).

Apenas façam uma reflexão: quem transmite a "paz de Cristo" quando fala ao público, o Pr Silas ou o Padre Fábio de Melo (é só um exemplo)? Imaginem se um presindente de um país em uma reunião da ONU se comportasse daquela maneira alterada. Seria coerente?

Eu escolho acreditar que Jesus não daria "piti" por pergunta nenhuma, nem para explicar teorias, pois na própria Bíblia, quando a multidão o cercou e o pressionou perguntando o que fazer com a mulher ADÚLTERA (pois queriam que ele seguisse o pentateuco), o mesmo virou-se calmamente e disse: "Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nela". Agora... se fosse alguns de hoje em dia... acho q a mulher teria morrido apedrejada, pois nem o conselho de Jesus aceitariam. As pessoas hoje estão com uma ferocidade tamanha que as fazem gostar mais de discussões do que de abraços fraternos.

Enfim, como nosso país é livre e temos liberdade religiosa, gosto de ver cada pessoa escolher a sua religião e viver em paz. O que eu não quero ver em nosso país é o fanatismo religioso e a intolerância religiosa, pois estas quando se encontram, causam um resultado muito triste para um país."

Para quem não assistiu a entrevista, deixo o link abaixo:


Em resposta o geneticista Eli Vieira também publicou um vídeo no You Tube:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva aqui o que você achou do Post! Por favor, respeite os princípios da boa educação! Grato!