Pular para o conteúdo principal

A credibilidade baixa dos evangélicos de hoje em dia. (Bônus: lista da Forbes com os 5 pastores mais ricos do Brasil)



Antes de iniciar o texto desta postagem, deixo bem claro que eu não sou preconceituoso com nenhuma pessoa. Eu respeito todas, independente da cor da pele, classe social, crença, sexualidade,  regionalidade, etc. Esta postagem visa expor a minha opinião em relação ao fato das pessoas não respeitarem os evangélicos de hoje em dia como respeitavam antigamente. Deixo claro que não sou opositor de nenhuma religião.

Sou nascido na década de 1980 e a lembrança que tenho dessa época é a seguinte: quando as pessoas viam uma outra com a Bíblia na mão, elas a olhavam com um certo respeito. Dependendo da reputação (ou "fama") da mesma que carregava o livro sagrado, olhavam até com um certo temor. Existiam muitos evangélicos que ficavam a frente de trabalhos de oração e por vezes associava-se a estes, certos acontecimentos "sobrenaturais". O resultado era um respeito por essas pessoas que tinham "dons espirituais".

Hoje em dia, as pessoas frequentam as igrejas com diferentes intenções. Antes, a maioria comparecia aos templos para adorar a Deus, estar em comunhão (contato frequente) com seu irmão de fé (pessoa com mesma crença) e intenções semelhantes. Infelizmente hoje em dia o que vemos são as pessoas irem a igreja para outros propósitos. Falo tanto dos membros comuns quanto dos que desejam seguir "carreira" no ministério eclesiástico.

O problema é que atualmente as igrejas se parecem mais com clubes ou círculos sociais, onde as pessoas se encontram para se exibirem, disputando quem é mais bem sucedido, mais bem vestido, que tem o melhor carro, melhor profissão, melhor casa, melhor TV, melhor telefone ou melhor qualquer outra coisa. No caso específico das mulheres, por incrível que pareça, existe até uma disputa com a colocação de próteses de silicone (nos seios e no bumbum). Uma cirurgia séria sendo usada como status social. Inclue-se nisso, a passarela de moda gospel sensual/erótica, com roupas provocantes e afins, somada aos apliques e implantes de cabelo. Não sou contra a sensualidade e/ou sexualidade, mas penso que a igreja não é um ambiente apropriado para externalização exarcebada dessas características tão superficiais. Afinal, em um local onde os frequentadores dizem ser os escolhidos de Deus, sal da terra, luz do mundo, lavados no sangue de Jesus e protegidos das artimanhas do "inimigo", não é viável haver práticas que são diretamente associadas aos pecadores, ímpios, mundanos e que negam ao mesmo Jesus (segundo a doutrina das igrejas). Esse tipo de comportamento que a igreja evangélica demonstra hoje em dia é algo contraditório, pois dá-se mais valor e atenção ao "material" (externo e mortal) do que ao "espiritual" (interno e eterno). É mais fácil ouvir uma pregação sobre prosperidade do que sobre bondade.

Sinceramente falando, há igrejas em que as "irmãs" vão para os cultos com roupas que fazem as prostitutas parecerem freiras. E tem "irmãos" que "enchem a cara" com tanta bebida alcoólica que fazem os carros Flex parecerem brinquedo de criança. Não estou generalizando, mas se fosse em outros tempos, os líderes religiosos chamariam essas pessoas e lhe dariam conselhos (em alguns casos haveria uma punição). No caso de persistirem na conduta, seriam convidados a se retirar da igreja. Porém, na atualidade o mais importante não é quantos membros comprometidos tem na sua congregação e sim quanto de dízimos e ofertas você arrecada. É como eu escrevi acima: material se sobrepondo ao espiritual.

Parece que hoje em dia a lógica atual é a seguinte: fazer coisas erradas estando na igreja tá "certinho", mas estando fora da igreja, tá errado! Pois o que vemos hoje em dia são evangélicos que fazem as mesmas coisas de quem não frequenta igreja (e às vezes fazem pior)... e se acham "santos" e no direito de falar dos outros. O nome disso é hipocrisia que segundo o dicionário significa: "Manifestação de fingidas virtudes, sentimentos bons, devoção religiosa, compaixão, etc". É a falsa sensação de superioridade que algumas religiões provocam nas pessoas.

Por isso eu parei de frequentar a igreja. Não saí para aloprar nem nada do tipo, pois minha personalidade nunca foi essa. Nada contra quem faz, mas não é meu estilo de vida. Saí porque não concordei com o estatuto (pois toda igreja tem um - pergunte ao seu pastor presidente), com as normas, com os costumes e principalmente, com a hipocrisia predominante no meio. Em sua maioria, os frequentadores fingem ser algo que não são: cristãos. Acho que nem sabem o significado da palavra. Hoje em dia minha visão de religião é totalmente diferente do que eu tinha há 10 anos atrás. Hoje em dia as pessoas frequentam a igreja com vários propósitos, mas para adorar a Deus é uma minoria microscópica.

É muito fácil ficar indo para os cultos, com uma máscara e uma capa, e depois disso, sair para tomar torre de chopp no shopping, ir para a balada ou fazer orgias. E ainda ter a "cara de pau" de pregar a palavra de Deus no dia seguinte e se gabar da fé em redes sociais.
 
A fórmula é bem simples: se quer fazer coisas que a sua igreja ou a Bíblia (segundo a sua religião) não "aprova", saia da igreja e bote a cara para bater no "mundão". Ou procure uma igreja que aceite suas práticas. Não tenho nada contra os homossexuais, mas se esses, por exemplo, frequentam uma igreja que não os aceitam, mudem-se para uma igreja inclusiva e serão felizes. O mesmo digo para demais estilos de vida que fogem à proposta "tradicional". Existem igrejas para todos os gostos. Na minha visão Deus não julga ninguém, pois os estereótipos são criados pelo homem, assim como a Bíblia foi escrita pelos mesmos (inspirados por Deus ou não).

Mas infelizmente, hoje em dia, a quantidade de dízimo é mais importante que o nível de comprometimento dos que frequentam os templos religiosos. E também, os evangélicos parecem estar mais preocupados em se autopromoverem como os mais corretos do mundo do que exercer a caridade de Jesus. Se Ele (Jesus) estivesse enterrado, estaria se contorcendo no túmulo. Mas segundo a Bíblia ele está nos céus... deve estar se contorcendo lá mesmo.



Para fechar, deixo essa postagem do UOL sobre um ranking dos pastores mais ricos do Brasil pela Forbes:
- Link do UOL: Pastores milionários do Brasil;
- Link original da Forbes: The Richest Pastors in Brazil.

Tirem suas próprias conclusões .

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Colocar o idioma português no Forerunner 10 da Garmin

Um amigo meu tem um relógio da Garmin, o Forerunner 10. Em resumo, trata-se de um modelo de smart watch para corridas que auxilia atletas.

Após um problema de reset no relógio, não conseguiu-se mais colocar o idioma português. Então fui verificar como resolver este problema.
Veja aqui o passo-a-passo:
1º.  Acessar o site da Garmin Connect e logar-se no seu usuário. Caso não tenha, cadastre-se;
2º. Acesse o menu e escolha a opção de sincronização, para poder acessar o link para baixar o aplicativo;

3º. Após abrir o link, escolha  modelo do seu aparelho;
4º. Na próxima janela, escolha baixar o aplicativo para desktop (Computer Setup);
5º. Concecte o relógio no PC e siga os passos descritos na página, até instalar o aplicativo e adicionar o dispositivo;
6º. Com o app instalado e o dispositivo adicionado, abra-o e acesse o seguinte: - dispositivo (que no meu caso é o F10) > ferramentas e conteúdo > arquivos de idiomas > selecione a caixa do português > instalar agora (na imag…

Sky HDTV Slim travando por causa do Pen Drive (ou dispositivo externo)

Olá pessoal!
Recentemente eu passei por um problema com o aparelho Sky HDTV Slim relacionado ao recurso de gravação externa "oferecido" pela empresa.
Simplesmente na manhã de ontem, ao ligar o meu aparelho Sky HDTV Slim, o mesmo não ligou normalmente e se comportou como se tivesse ficado sem energia, exibindo todo o processo de reinicialização. O aparelho travou na tela de "Passo 1 de 2: Verificando Dados do Satélite" e não saiu disso. Então eu segui o protocolo e liguei para a empresa, relatando o problema. Segui todos os passos indicados pela atendente, relacionados a verificação das conexões de cabos, reset do sinal do aparelho (apertando o botão vermelho do compartimento do cartão), etc. Porém, o problema persistiu e o serviço teve que seguir para a "temida" visita técnica. Digo "temida", pois a maioria das pessoas reclama desse serviço na internet. Eu pessoalmente sempre fui bem atendido pelos técnicos e sempre me deram boas dicas.
Na manh…

O Exército Brasileiro continua o processo de inserção das mulheres em suas fileiras

Mulheres no Exército Brasileiro
No dia 19 de dezembro de 2014, o Exército Brasileiro publicou em seu Boletim ostensivo, mais um passo para a inserção das mulheres nas Forças Armadas. Foi estabelecido que haverá segmento feminino no processo seletivo de Cabos Temporários, que ocorre nas Regiões Militares. Há projetos para a formação de oficiais mulheres combatentes a partir de 2016 ou 2017 na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN).
Atualmente, o Exército Brasileiro possui os seguintes processos de seleção para mulheres:
- Oficiais de carreira: Escola de Saúde (EsSEx) e Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx); - Oficiais temporários: existe os Oficiais Técnicos Temporários (OTT) e os Oficiais Médicos, Farmacêuticos, Dentistas e Veterinários (MFDV) - seleção anual nas Regiões Militares; - Sargentos de carreira: Sargentos de Saúde - concurso controlado pela Escola de Sargentos das Armas (EsSA); - Sargentos temporários: Sargentos Técnicos Temporários (EBST) - seleção anual…