sexta-feira, 24 de junho de 2011

FILMES BONS QUE ESTÃO EM CARTAZ

SE BEBER NÃO CASE 2


PIRATAS DO CARIBE: NAVEGANDO EM ÁGUAS MISTERIOSAS


X-MEN: PRIMEIRA CLASSE


KUNG FU PANDA 2


MEIA NOITE EM PARIS


CARROS 2

terça-feira, 21 de junho de 2011

ASSISTA AQUI OS EPISÓDIOS 6, 7 E 8 DE "MORTAL KOMBAT: LEGACY" - LEGENDADOS


Se você não assistiu ainda os episódios de 1 ao 5, clique AQUI.

Agora, assista aos episódios 6 ao 8. Para ativar a legenda, consulte o link acima citado.



MORTAL KOMBAT: LEGACY - EPISÓDIO 6 LEGENDADO EM PORTUGUÊS



MORTAL KOMBAT: LEGACY - EPISÓDIO 7 LEGENDADO EM PORTUGUÊS




MORTAL KOMBAT: LEGACY - EPISÓDIO 8 LEGENDADO EM PORTUGUÊS

sábado, 18 de junho de 2011

NAMORADA DE FILHO DE SÉRGIO CABRAL MORRE EM ACIDENTE NA BAHIA

Fonte: G1



Sei que a notícia deste LINK é muito séria, triste e chocante. E sei também que a falecida não tem nada a ver com a vida política do Governador do Rio de Janeiro. O acidente que ocorreu por queda de um helicóptero, no mar de Porto Seguro, me faz levantar a seguinte questão: E quem é o responsável por resgatar corpos no mar?

O CORPO DE BOMBEIROS!

Ironia neste caso é só uma mera observação.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

TENTEI VER UM FILME PIRATA E...

... só posso dizer: Puta que o pariu!

De tanto ouvir os outros dizerem a frase "eu prefiro baixar um filme do que ver no cinema", eu tentei descobrir sozinho se realmente é melhor. É sério pessoal! Eu tentei descobrir qual é a graça de baixar um filme recém-lançado ao invés de vê-lo na telona (ou esperar o DVD).

Após baixar "Thor" e tentar ver no PC e no DVD, cheguei à seguinte conclusão: "Ver filme pirata é uma merda!".


Não entendi qual é a vantagem em ver uma porra de um filme gravado, cheio de vozes ao fundo, com áudio horrível e uma imagem bosta. E o pior é que o DVD vendido no "camelô" também é muito ruim.



Eu como apaixonado por filmes e séries, não consegui entender qual é a graça em baixar os filmes ou comprá-los em barraquinhas. O ato de baixar as série até entendo, pois a imagem e o som são toleráveis, e, na maioria das vezes estão com nota 10. Mas quanto aos filmes piratas, não consigo ver vantagem nenhuma nisso. É um "barato" que sai "caro". Na minha experiência com o filme "Thor", percebi o quanto é frustrante, para os que gostam de cinema, ver uma imagem horrível, que não possibilita admirar os efeitos especiais e outros detalhes técnicos (fotografia, maquiagem, figurino, etc). O som então... nem vou comentar.

A lição que posso tirar disso é a seguinte:

"Os que querem apenas ver o filme, se contentam com qualquer produto oferecido. Já os que querem ter a experiência de assistir o filme, procuram alternativas mais prazerosas para os olhos, os ouvidos e, principalmente para o cérebro".

FILME BRASILEIRO - "ASSALTO AO BANCO CENTRAL"

Fonte: Omelete.
 

Não sou muito fã de Cinema Nacional, mas tenho que admitir: o fato de utilizar um acontecimento chocante como esse para fazer um filme, é uma boa fórmula. Os americanos são especialistas nisso, com sucessos de bilheteria. Espero que o filme seja tão bom quanto o trailer. A estréia de "Assalto ao Banco Central" está prevista para 22 de julho de 2011.

Leia a sinopse do Omelete abaixo e assita o trailer logo a seguir:

"Em 2005, mais de 160 milhões de reais foram roubados do Banco Central de Fortaleza. Nos Estados Unidos, isso viraria filme. Aqui no Brasil, também.
Já está online o trailer de Assalto ao Banco Central, longa-metragem que tenta trazer novas pistas sobre um dos crimes mais perfeitos já realizados no país, e que até hoje deixa qualquer um chocado com a forma como foi planejado e realizado.
O projeto foi dirigido por Marcos Paulo e tem no elenco Milhem Cortaz, Hermila Guedes, Eriberto Leão, Lima Duarte, Giulia Gam, Gero Camilo, Cassio Gabus Mendes, Tonico Pereira, Vinicius de Oliveira, Milton Gonçalves, Antonio Abujamra. A estreia está marcada para 22 de julho nos cinemas."


domingo, 5 de junho de 2011

PROGRAMA PARA MILITAR COMPRAR CASA? É PIADA "NÉ"? E DE MAU GOSTO!


Estes dias estava eu perambulando pelos sites militares, quando me deparo com um link no site oficial do Exército Brasileiro com a seguinte chamada: "PROGRAMA MEU PRIMEIRO IMÓVEL".

O referido programa foi criado pela FHE/POUPEX, instituição financeira ligada ao Exército. Sim nobres leitores, vocês não leram errado, ela é ligada ao Exército. Tanto é que seus funcionários de escalão gerencial para cima, são todos Oficiais da Reserva Remunerada do prórpio Exército (e seus atos administrativos são publicados no Boletim da Força). Ficou com dúvida? Clique AQUI.  Se continuar com dúvidas, visite uma das FILIAIS e pergunte o nome do responsável. Retomando meu raciocínio, a citada instituição "criou" esse programa para que "militares do Exército e seus pensionistas pudessem ter uma oportunidade de adquirir a casa própria".

Não quero dar um "ar" de negatividade à esse programa de financiamento de imóveis, mas fico me perguntando:

"Para que servirá um programa de finaciamento de imóveis, onde o público alvo tem como característica profissional, ser transferido diversas vezes durante sua carreira?
E com o agravante de não receber auxílio-moradia e de ter o salário bem abaixo dos demais servidores federais.
O valor que poderia ser destinado para uma parcela mensal para aquisição de um imóvel, é desviado para um aluguel."


Não quero também gerar polêmicas, mas se há um público que conseguirá financiar um imóvel, esse são os Oficiais. Com certeza eles sim! Pois possuem o privilégio de conseguir transferências de 2 em 2 anos com valores muito mais altos e onde se apresentam, o PNR (casa do Exército) não demora muito para sair. Morar em PNR se torna mais econômico, pois está abaixo de um aluguel e se localiza perto dos quartéis. Mesmo assim, não acho que eles tenham tanto conforto quanto gostariam de ter, para si e seus familiares.

Já no caso dos Subtenentes e Sargentos, estes quando são transferidos, em sua grande maioria é contra a vontade e para Guarnições que não desejam. Isso vem agravado com o intervalo para pedir transferência, que é maior, e a indenização da mesma, que é muito menor. Conclui-se que as praças graduadas, se forem usufruir deste programa, somente o farão perto da passagem para a Reserva. E ainda tem o grave cenário de não haver PNR para a maioria absoluta (90%).


Se for pensar nos Cabos e Soldados então... coitados! O Exército está literalmente "cagando e andando" para suas vidas, pois na realidade são uma mão de obra barata e rotativa. Incluo nesse item os Sargentos Temporários. Excluo os Oficiais Temporários, pois ao irem embora com mais de 40 mil em indenização de Compensação Pecuniária, acho que já dá pra começar a financiar algo. E o salário mensal destes últimos dá pra viver bem na maioria do país (exceto no Distrito Federal). Se o salário dos militares tivesse um piso de 2.500 de soldo a partir do Sd, a evasão seria bem menor. Mas o governo só sabe aumentar o fluxo de trabalho.

Bem caros leitores, não é minha intenção polemizar a presente questão, pois tratando-se de uma Força Secular como o Exército, não adianta reclamar porquê o sistema sempre foi assim, e não vale a pena "dar murro em ponta de faca". Porém, para o cidadão que há em mim, esse programa é uma falta de inteligência administrativa. Somando a falta de PNR à ausência de auxílio-moradia e aos menores salários da esfera federal, é uma falta de inteligência estratégico-política.

Pagar mal um Exército em tempos de paz é fácil. Quero ver a situação se houver uma Guerra.

Outro ponto, é que tenho a impressão de que algumas pessoas bem poderosas e influentes ganham muito dinheiro com o fato dos militares passarem apertos financeiros. Como por exemplo, as financeiras, em expecial a referida acima. Afirmo com muita certeza que A MAIORIA ABSOLUTA DOS MILITARES DE CARREIRA VIVEM DE EMPRÉSTIMO.


Concluindo, o VERDADEIRO CAOS CAMUFLADO que paira em todos os quartéis, este é culpa dos comandantes (principalmente Generais) omissos, coniventes, individualistas e que esperam um "tapinha nas costas" na passagem para Reserva, juntamente com um cargo de assessoria em algum orgão ligado aos políticos que neste exato momento sucateiam nossas FA e massacram a família militar. Não é possível, mas deve haver algum "contrato" assinado na época do fim da "ditadura", com termos bem obscuros para os militares.